Lidando com a crise do covid-19 com uma abordagem “top-down”

Por Ronaldo Muinhos, Diretor e especialista em café do Buenavista Café.

Café é uma bebida social e por isso o setor sofre tanto com a crise do covid-19. O que levam as pessoas às cafeterias vai muito além da simples necessidade básica de alimentação, elas buscam o contato social e querem desfrutar do ambiente, o qual muitos o consideram como uma segunda casa.

Até o momento, o isolamento social tem se mostrado a melhor estratégia para a contenção da pandemia, mas parece não haver consenso sobre o período para esta quarentena: 15 dias, 1 mês, 2 meses, ou talvez mais… Traçar qualquer estratégia com esta incerteza temporal é o grande desafio.

Como parte desta cadeia, estamos analisando o mercado, conversando com alguns setores e atentos às notícias sobre as ajudas propostas para o setor de alimentação fora do lar. Não existe na literatura nada sobre o enorme desafio que vem pela frente, mas optamos por desenvolver uma estratégia através de uma abordagem denominada “top-down”.

Na aborgagem top-down, começamos a analisar a empresa de trás para frente, pelo final da fase de projeto de implantação, da operação ao plano de negócios, passando pela análise da mão de obra, estoque, fornecedores, mix de produtos, marketing, localização e administração. Se sua empresa não tem recursos para arcar com os custos atuais de operação, ou se as estratégias adotadas durante a crise (delivery, venda antecipada, voucher, etc.) não estão surtindo efeito, ela precisa reduzir suas atividades ou até mesmo hibernar para poder sobreviver, e esta abordagem pode ser útil de alguma forma.

    • Operação: Reduzir custos deve ser prioridade. Identifique os maiores ofensores e busque sua redução, eliminação ou renegocie prazos e condições especiais. Mantenha seu consumo de recursos o menor possível durante a hibernação do seu negócio, assim como os ursos fazem no rigor do inverno, poupando energia.

 

    • Funcionários: Seja sensível aos seus funcionários e tente reduzir os impactos sociais das demissões. Busque alternativas como antecipação de férias e\ou a redução de jornada e salário. Para funções administrativas, home office é o que vem sendo adotado. Peça orientação ao seu contador sobre ações do governo sobre o tema.

 

    • Estoque: Faça um levantamento completo do seu estoque, quantidades, prazos de validade, valor imobilizado, etc. Tente escoar os produtos com vencimentos próximos e com maior valor através das plataformas de venda on-line, se for preciso crie novas receitas com maior potencial de venda on-line. Procure zerar os estoques de produtos com vencimentos nos próximos meses, reverta-os em dinheiro em caixa mesmo que seja pelo preço de custo.

 

    • Fornecedores: Reavalie seus fornecedores atuais e busque alternativas com preços e condições melhores. Considere fornecedores locais reduzindo os altos custos do frete. Prefira fornecedores que trabalham com entregas junt-in-time, reduzindo o valor imobilizado em estoques grandes. Caso esteja em débito com algum, renegocie prazos e parcelamentos.

 

    • Mix de Produtos: Simplifique sua oferta de produtos eliminando itens de pouca saída e que necessitam de muito estoque. A tendência é que, após a crise, o ticket médio seja menor, desta forma, inclua itens mais baratos e elimine os de maior valor, crie combos com desconto, etc. Também considere incluir itens com maior apelo para a venda via aplicativos, hoje vemos que esse segmento é uma das estratégias para tempos difíceis.

 

    • Localização: Talvez aqui esteja o seu maior custo, a locação do imóvel. As imobiliárias estão trabalhando dia e noite na mediação das negociações entre proprietários e inquilinos. Algumas das estratégias que estão sendo adotadas são descontos, isenções ou a diluição de próximas cobranças (1, 2 ou 3 alugueis) que deverão ser pagas até dezembro, ou em até 1 ano.

 

    • Marketing: Mantenha sua atividade nas redes sociais, seja transparente sobre suas decições. Procure cativar sua audiência com receitas, mensagens positivas ou lives com parceiros. É de extrema importancia manter sua presença on-line durante o isolamento social.

 

    • Administração: Estabeleça comunicação ativa com seu contador sobre as medidas que estão sendo tomadas com relação aos impostos federais, estaduais e municipais, pois ações devem ser tomadas pelos órgãos competentes com relação aos pagamentos, como maiores prazos, parcelamentos, renegociações de dívidas, etc. Consulte sobre multas e juros de impostos, custos fixos de luz e água, etc. Por fim, decida se é mais vantajoso postergá-los e ter dinheiro em caixa no curto prazo ou quitá-los de uma vez.

 

  • Plano de Negócios: Reveja seu Plano de Negócios, analise tudo o que funcionou de acordo com o planejado e o que precisa ser repensado, torne seu modelo de negócios mais eficiente, robusto, reavalie seu público-alvo. Agora que você tem informações reais, adapte-se à demanda, proponha inovações de valor, repense sua estrutura de custos, torne sua empresa enxuta pra quando for hora de retomar as atividades. Você pode utilizar ferramentas mais dinâmicas para reescrever seu plano como o Bussines Model Canvas! Não fique parado!

Pronto, chegamos ao seu novo negócio, deixe tudo pronto para quando for a hora de sair da hibernação. Novas perspectivas se abrirão, novas oportunidades virão, seja resiliente, adaptável, mantenha o foco no que pode ser controlado.

Vamos em frente!

Equipe Buenavista Café.